Tipos de Fluxo de Caixa - Conheça Alguns

Tipos de Fluxos de Caixa – Conheça Alguns

Conhecer os diferentes tipos de fluxo de caixa é uma estratégia inteligente para quem quer manter o financeiro sob controle. Além de ser uma forma de traçar planos de ação futuros para proporcionar destaque e competitividade ao negócio.

Tipos de fluxo de caixa

O fluxo de caixa é um importante elemento financeiro nas empresas, podendo ser utilizado inclusive como uma ferramenta estratégica. Ele ajuda na administração das despesas administrativas, apontando, por exemplo, despesas supérfluas.

Conhecer os tipos de fluxo de caixa e acompanhá-lo é imprescindível para estar por dentro das questões financeiras do empreendimento.

Projetado

No fluxo de caixa projetado, contas como pagamentos e recebimentos são analisadas para permitir uma projeção futura. 

Este tipo de fluxo de caixa é útil em diversos aspectos. Como por exemplo, na projeção de pagamentos e recebimentos para melhor organização do negócio. Bem como na aplicação de ajustes para corrigir falhas de administração de recursos. Também é relevante para eliminar perdas e planejar investimentos futuros. Além de ser uma excelente forma de planejar investimentos para expansão do negócio.

Assim, o fluxo de caixa projetado é uma estratégia que permite traçar iniciativas futuras baseando-se nos resultados obtidos.

Operacional

Demonstra, basicamente, o fluxo gerado tanto pelas receitas como pelas despesas de uma empresa, considerando um período determinado. 

O fluxo de caixa operacional também demonstra os resultados alcançados no negócio e as oscilações no capital de giro.

Direto

Este tipo de fluxo de caixa é o mais comum nas empresas, registrando recebimentos e pagamentos de atividades operacionais. É importante ressaltar que, no fluxo de caixa direto, estas operações são realizadas sem qualquer desconto. Ou seja, ele considera apenas a forma bruta destas operações.

Uma das maiores vantagens do fluxo de caixa direto é disponibilizar os dados de caixa diariamente. 

Indireto

O fluxo de caixa direto se baseia nos lucros e prejuízos do exercício apontados no DRE, ajustados por itens econômicos. Como por exemplo amortização, variações nas contas patrimoniais e depreciação.

Este tipo de fluxo de caixa dispensa a necessidade de um controle de fluxo, pois considera os balanços patrimoniais do início e fim do período. Assim como a DRE e outras informações contábeis.

Livre

Permite medir a capacidade que o negócio possui de gerar capital, seja em médio, curto ou longo prazos. Para tanto, o fluxo de caixa livre aponta o saldo da comparação com o fluxo de caixa operacional.

Realizar este tipo de fluxo de caixa exige recorrer a dois relatórios. O primeiro, que projeta resultados dentro do prazo entre 60 e 90 dias. E o segundo, que demonstra uma estimativa para um período maior, entre 2 e 5 anos.

O fluxo de caixa livre permite determinar o resultado esperado e estuda possíveis aplicações para o capital ocioso. Isso em caso de balanço positivo. 

Em caso de balanço negativo, o fluxo de caixa livre ajuda a definir estratégias para reverter o quadro, melhorando a saúde do negócio. 

O fluxo de caixa livre também ajuda a estabelecer medidas mais adequadas para o futuro da empresa. Como por exemplo, abertura de filiais, solicitação de empréstimos, ampliação de estoque ou, em casos extremos, abertura de falência.

Descontado

Este tipo de fluxo de caixa também é conhecido pela sigla FDC,  e demonstra o valor de uma empresa. Por isso, costuma ser aplicado quando se decide comprar ou vender uma organização e para analisar a viabilidade de fusões. Também é extremamente útil para determinar o retorno do capital investido ou até mesmo na captação de investidores.

Investimentos

Uma empresa que possui dinheiro sobrando pode ter interesse em fazê-lo render. Neste sentido, o fluxo de caixa para investimentos é a alternativa ideal.

Este tipo de fluxo de caixa indica o volume de recursos que estará disponível para investimentos internos. Isso, é claro, de maneira que não afete o pagamento das despesas rotineiras.

Fluxo de caixa otimizado, só com um sistema de gestão integrado!

Os processos de fluxo de caixa podem ser mais práticos e otimizados ao se utilizar um sistema de gestão integrado. 

Com o StarSoft Applications Gestão Financeira, por exemplo, você dispõe de uma apresentação gráfica, facilitando a visualização dos dados. Além de ter sempre todos os eventos disponíveis, podendo ser consultados no formato drill down

Os dados registrados neste módulo podem, ainda, ser exportados para outras ferramentas, como o Excel.

Nosso módulo de gestão financeira também comporta a visualização em diferentes moedas, além da consulta aos eventos relacionados ao fluxo. 

Nele, é possível inclusive manipular, alterar, incluir e excluir informações, projetando diferentes cenários.

Quer conhecer melhor esta ferramenta e todas as suas funcionalidades? Entre em contato conosco ou preencha este formulário para solicitar uma demonstração.

Paste your AdWords Remarketing code here