plano-de-capacidade

Plano de Capacidade – O Que é e Como Funciona?

Você já fez o plano de capacidade para sua empresa? Ainda não? Não acha importante? Nós iremos explicar tudo para você.

plano-de-capacidade

Quando se fala em plano de capacidade, é importante ter dados que garantam uma tomada de decisão assertiva. Toda empresa precisa calcular sua capacidade produtiva baseando-se em unidades de produção ao longo de uma certa periodicidade. Ou seja, descobrir quantos itens é possível produzir considerando horas, turnos, dias, semanas ou meses.

Exemplo prático

Neste artigo utilizaremos como exemplo uma fábrica de sapatos, onde vamos explicar de maneira clara como funciona o processo.

Capacidade Instalada

As máquinas e as pessoas produzem 100 pares de sapatos por hora, todos do mesmo modelo. Portanto, em um dia comum – com 24 horas – seriam fabricados 2.400 pares. Esse cálculo considera o funcionamento máximo, sem perdas, falhas, paradas de máquinas ou demais imprevistos. É um cálculo hipotético, que ajuda milhares de empresas nas tomadas de decisões mais estratégicas.

Capacidade disponível

Essa mesma fábrica opera em dois turnos de trabalho, de oito horas cada. Dessa forma, são 16 horas totais, onde seriam produzidos 1.600 pares de sapatos. Aqui também não são consideradas perdas, faltas ou paradas nas máquinas, por qualquer que seja o motivo. Para aumentar essa capacidade, o empreendedor precisa fazer uma escolha. Ele pode escolher se vai investir em novas máquinas, contratar mais pessoas ou abrir mais um turno, acarretando notoriamente na necessidade de aumento da mão de obra.

Capacidade efetiva

Aqui o princípio é o mesmo da capacidade disponível, mas com planejamento de perdas. Ou seja, são considerados alguns fatores previsíveis em qualquer planta industrial. Entre elas: manutenções preventivas, trocas de turnos, necessidade de limpeza de equipamentos devido a setups para linhas de produtos diferentes, amostras de qualidade, entre outros. Por exemplo, se considerarmos as especificidades de cada um, existe uma perda planejada diária de 3% da capacidade disponível. Isso representaria uma produção diária de 1552 pares de calçados.

Capacidade realizada

É similar à capacidade efetiva, mas aqui também são consideradas as perdas não planejadas. Fatores como falta de energia, de insumos, absenteísmo, estrago de maquinário, investigações de problemas de qualidade. No cálculo dessas perdas, a análise do histórico da empresa contribui consideravelmente. Aplicando no nosso exemplo, digamos que seja de 5% ao dia. Do, a produção diária cairia para 1.474 pares de calçados.

Ao elaborar um plano de capacidade, um sistema de gestão fixa-se como grande aliado na garantia de processos mais otimizados. Um bom software faz cálculos que auxiliam na avaliação da necessidade de investimento, perdas e ganhos para os negócios, bem como possíveis alternativas no caso de uma futura progressão dentro da produção, permite também a redução de custos por meio do uso racional de recursos. Além disso, pode ajudar a ajustar a capacidade da demanda, que pode variar de um momento para o outro.

Conheça as soluções eficazes da StarSoft. Uma empresa com Know-how de três décadas de história.