esocial1

e-Social: Cuidados ao gerar

Para cerca de 15 mil empresas brasileiras, o ano começou com muito trabalho. Desde janeiro, o envio de informações trabalhistas por meio da plataforma do e-Social é obrigatório para as companhias que faturaram acima de R$78 milhões em 2016. Também é obrigação para empresas que fizeram adesão antecipada ao sistema. Para que haja conformidade em todos os campos e evitar multas, as empresas precisam ficar atentas aos envios das informações. Por isso separamos alguns cuidados que precisam ser tomados ao gerar o e-Social, confira!

Atenção ao envio das rubricas

Ao enviar as informações das remunerações dos trabalhadores, elas precisam constar na tabela de rubricas (Tabela 03). É fundamental entender como funciona a tabela de rubricas, pois pequenas falhas podem gerar problemas graves. Isso porque o governo irá considerar essas informações para base do cálculo de FGTS, IRRF, INSS e Sindical Laboral. Por isso, é imprescindível garantir a adequação dessas incidências, já que elas terão um efeito cascata. Isso significa que uma alteração pode afetar diretamente os demais dados.

Cautela no fechamento da folha

Muitos empregadores possuem em sua folha de pagamento diversos valores. Estes correspondem não apenas ao salário contratual, mas também ao comissionamento e deduções de convênios. Para apurar o valor devido ao colaborador, é essencial que a empresa estabeleça um cronograma mensal. É importante conscientizar seus fornecedores e colaboradores sobre a notificação de informações que afetam os valores das verbas a serem apuradas naquela competência. Como a entrega de recibos de pagamentos referentes a prestação de trabalho em outras empresas por parte do colaborador, por exemplo. Assim a apuração da contribuição social pode correr sem problemas.

É importante lembrar que as folhas fechadas antecipadamente, sem respeitar todo o período de competência, serão uma dor de cabeça. Isso porque no e-Social pode haver divergências de valores. Essas divergências irão refletir nas movimentações de eventos não periódicos previamente enviados ao governo.

Preste atenção aos encargos

Também é importante conferir se os valores processados na folha de pagamento batem com os gerados para o governo. Eles terão impacto diretamente no recolhimento dos encargos. Portanto, deve-se aproveitar os primeiros meses de envio dos eventos periódicos para conferir os valores das guias de recolhimento. Entre elas estão GFIP, GPS, GRRF, entre outras. Deve-se compará-las com a DCTF Web e a GRFGTS, que serão geradas através dos sites dos entes participantes do e-Social.

Para te ajudar nessa tarefa de gerar o e-Social, você pode contar com o módulo e-Social da StarSoft. Acesse o site e conheça melhor mais essa facilidade que a StarSoft oferece para sua empresa!

Paste your AdWords Remarketing code here