depreciação de um ativo

Descubra como fazer o cálculo de depreciação de um ativo

Todo equipamento apresenta desgaste conforme é utilizado, isso é a depreciação de um ativo. Ou seja, o quanto o equipamento perdeu o valor ao longo do tempo. Nas empresas, pelas normas contábeis, é preciso calcular a depreciação seguindo o que foi disposto pela Secretaria da Receita Federal. Descubra no post de hoje como fazer o cálculo de depreciação de um ativo da sua empresa.

Métodos de depreciação

Há vários métodos para calcular o valor da depreciação de um ativo ao longo de sua vida útil. As empresas precisam escolher o método que representa melhor o padrão de consumo do bem e traz mais vantagens contábeis.

Conforme o Pronunciamento Técnico CPC 27, o método que for escolhido precisa ser aplicado de forma consistente entre os períodos. Salvo se houver alguma alteração da vida nesse padrão, como alteração da vida útil econômica do bem, por exemplo. Nesse caso, ele deve ser revisado pelo menos ao final de cada exercício.

Do ponto de vista contábil, existem três principais métodos de calcular a depreciação de um ativo. São eles: o método de linha reta, o método dos saldos decrescentes e o método das unidades produzidas.

Linha reta

É o mais utilizado para calcular a depreciação de um ativo, por ser um cálculo mais simples. Nele, a depreciação encontrada resulta numa despesa constante durante a vida útil do ativo, salvo quando seu valor residual é alterado. Nesse caso, a depreciação envolve apenas o tempo, não o ativo em questão.

O método linha reta divide o custo de aquisição, deduzido do valor residual, pelo número de períodos correspondentes à sua vida útil.

Assim:

Quota de depreciação periódica (anual ou mensal) = custo – valor residual (eventual) / nº de períodos de vida útil estimada (anos ou meses).

Método dos saldos decrescentes

Esse método resulta em despesa decrescente durante a vida útil. Ou seja, no início da vida útil de um ativo, o valor da depreciação é maior do que ao final. Isso porque a redução do valor da depreciação acontece de forma progressiva, conforme o bem envelhece. Nesse método, a taxa percentual usada para calcular a depreciação é constante durante os períodos.  

Método de unidades produzidas

Esse método resulta na despesa baseada no uso ou produção esperados pelo ativo imobilizado. Dessa forma, para definir o valor da depreciação, usa-se a fórmula:

Depreciação = valor original do bem x taxa de depreciação

Já para descobrir a taxa de depreciação e usa-se a fórmula:

Taxa de depreciação = número de unidades produzidas no período / número de unidades previstas para serem produzidas durante a vida útil do bem.

Mas tem uma forma mais fácil de calcular o valor de depreciação de um ativo… Por meio do módulo de Controladoria da StarSoft. Acesse o site para saber mais!