Controle de Caixa - O que é? Como fazer?

Controle de Caixa – O Que é? Como Fazer?

Qualquer empresa que deseja manter um crescimento saudável, precisa manter um controle de caixa eficiente. Quer saber mais sobre este cuidado tão importante e descobrir como fazer para implementá-lo em seu negócio? Então continue lendo este post!

De acordo com o Sebrae, 1 em cada 4 empresas fecham antes de completar dois anos de atuação no  mercado. Além disso, em 50% desses casos, o motivo da falência é o desconhecimento dos empreendedores em relação aos lucros e prejuízos do negócio. Neste contexto, é fundamental ter um controle de caixa eficiente e confiável.

O controle de caixa permite ao empreendedor conhecer a quantidade de dinheiro que a empresa possui para investir. Também possibilita observar se o negócio dispõe de recursos suficientes para manter as despesas com seus colaboradores, parceiros e fornecedores.

Ter um bom controle de caixa pode ir além, auxiliando a realizar previsões futuras, seja em curto ou longo prazos.

Um gerenciamento eficaz do controle de caixa observa as entradas e saídas, verificando em quais momentos este fluxo ocorre. Neste sentido, um sistema de gestão integrado é muito útil para ajudar a manter todos os elementos envolvidos sob controle. 

Controle de caixa – o que é?

O controle de caixa – ou fluxo de caixa – consiste em observar o “caminho” que o dinheiro faz na empresa. Ou seja, é quando o empreendedor acompanha de onde o dinheiro vem, para onde vai e o valor que permanece no caixa. 

Então, o fluxo de caixa contribui para o controle financeiro da empresa, pois cada lucro e despesa são observados atentamente. Com ele, tanto empreendedor como sócios ficam completamente cientes da situação financeira do negócio.

Como fazer um controle de caixa eficiente?

Para implementar um controle de caixa eficiente, é preciso conhecer seus pilares, que representam alguns elementos fundamentais. São eles:

Recebimentos – Entradas de absolutamente todos os valores no caixa, como por exemplo aplicações, vendas, adiantamento de parcelas, entre outros.

Pagamentos – Todo o dinheiro que sai do caixa, seja em custos fixos (não variam conforme a produção) como variáveis (sofrem alterações dependendo da produção). 

Saldo anterior – Saldo que permaneceu no caixa no período anterior, representando o valor total dos pagamentos menos o valor total dos recebimentos. É o saldo que deve estar registrado no controle de caixa do dia seguinte.

É uma estrutura bastante simples, mas pode ser ainda mais simplificada. Para isso, existem sistemas que ajudam a fazer o controle de maneira segura, prática e eficiente. 

Como é o caso do módulo StarSoft Applications Gestão Financeira. Esta ferramenta permite acompanhar o fluxo de caixa com apresentação gráfica. Além de permitir a exportação de informações previstas e realizadas. Com esta solução, todos os eventos disponíveis podem ser consultados no formato drill down.

Nossa plataforma também permite a consulta dos acontecimentos financeiros relacionados aos fluxos em determinado período. Sua utilização é simples e prática, aceitando a manipulação, alteração, inclusão ou exclusão de informações. Comporta, ainda, a visualização em diferentes moedas, trazendo ainda mais praticidade aos processos.

Quer incrementar o fluxo de caixa da sua empresa? Entre em contato para conhecer melhor esta solução ou preencha este formulário para solicitar uma demonstração!

Paste your AdWords Remarketing code here